Mulher e Homem: A Nova Humanidade

Eis o que aconteceu.

Aba, nosso Criador, cantou uma música da criação e a música vibrou através da eternidade das eternidades. A música que o Criador cantarolou constituiu o infinito dos infinitos no universo, e o universo não foi cercado por limite algum.

Uma bola de jade surgiu e flutuou pelo espaço. Dentro da bola de jade, flamejava uma singela chama verde. Aba notou as brasas incandescentes e aproximou-se para soprá-las. Nuvens de fumaça encheram o céu, e das nuvens caíram cinzas que cobriram a bola de jade.

Contudo, o fogo de jade ainda ardia. Aba soprou a bola mais uma vez e a fumaça se elevou, criando o relâmpago e a chuva. A chuva caiu durante muitos dias e cessou. Agora havia lagos, rios e oceanos. Em seguida, plantas e árvores brotaram na terra e começaram a germinar.

O Sol brilhava com intenso esplendor, e as plantas começaram a murchar. Aba cortou mechas do próprio cabelo e amarrou-as em torno da nova criação – enrolando várias camadas de mechas e prendendo-as como um novelo de lã. Por isso as sombras apareceram pela primeiríssima vez. As plantas cresceram fortes e Aba sorriu.

O fogo dançava feliz e a fumaça serpeava rumo ao firmamento. Ao distinguir duas formas na fumaça, Aba colheu as duas formas, soprou-as e elas se transformaram na Nova Mulher e no Novo Homem. E o Criador esfregou um pouquinho de terra na Nova Mulher e um pouquinho de céu no Novo Homem. E o Criador afastou-se do casal, para apreciar a divina inspiração desse novo mundo.

Quando o Criador retornou, a Nova Mulher mostrou-se impaciente e completamente aborrecida com o Novo Homem.

-Que tédio! disse a Nova Mulher ao Criador.

O Criador ficou intrigado. – Nova Mulher, diga-me. Por que você está infeliz?

-Solitária – replicou a Nova Mulher.

-Bem, o que você deseja? – indagou o Criador.

-Eu desejo beleza.

-Que assim seja – assegurou o Criador.

Aba tornou a soprar o fogo de jade. Uma fumaça multicolorida saiu dançando em todas as direções, transformando-se em novas e admiráveis criaturas.

-São os animais – explicou o Criador.

A Nova Mulher sorriu. – Agora estou feliz – retrucou ela, testemunhando todas as maravilhosas novas faces da vida.

-Preciso deixá-la agora e voltar para minha terra, que é muito distante daqui – anunciou Aba. – Você pensará que fui embora para sempre. Mas não. Apenas lembre que o meu sopro anima toda a vida e tudo que a cerca. Uma parte de mim permanece dentro de você. As vibrações da minha doce melodia foram gravadas em toda a criação. Lembre-se de usar a minha canção. Seja feliz e plena durante todos os dias da sua vida. Não há necessidade de procurar por mim, pois sempre estarei com você.

A nossa era entrou em trabalho de parto, e as dolorosas contrações estão chegando ao fim. As nossas idéias sobre a consciência e o potencial humano estão se desintegrando. A humanidade está descobrindo novas ferramentas e novos conhecimentos para expandir-se. O velho mundo está morrendo e uma Nova Humanidade está surgindo. Para além do que os nossos olhos são treinados a enxergar, além dos paradigmas da cultura, existe uma verdade independente da distorção da mente.

A Carta Mulher e Homem é representada pelo número vinte, o número da sabedoria e da realização – a realização que só é possível à família humana. O Vinte encerra a dualidade. O Vinte é o número do despertar, e é o símbolo da profecia e do ritual. Esse número lhe pede que explore ambos. O Vinte também simboliza o número de dedos concedidos aos seres humanos.

Mulher NSLW

Se você escolheu a Carta Mulher e Homem durante a leitura, prepare-se para entrar num novo ciclo de completude. Conclua o antigo e incie o novo. Coloque a vida em ordem. Reconsidere a ideia de expressar a mudança. Enquanto você se enquadra no novo paradigma, talvez se sinta ansioso ou amedrontado. Siga em frente e use luto, mas assimile a perda do velho mundo. Reconheça com gratidão as velhas atitudes que amparam a sua vida.

Conforme 2012 e o surgimento da Nova Humanidade se aproximam, cumpra a parte que lhe cabe para criar um futuro sustentável dentro do contexto de suas possibilidades. Colabore, pois essas coisas acontecerão a menos que você contribua e faça com que elas aconteçam. Se preferir não participar da criação do futuro, então se prepare para as consequências. É melhor trabalhar pelo novo mundo que você deseja. 

Escondemo-nos de nós mesmos. E, assim, chegamos ao paradoxo de sermos humanos. Um de nós é mulher, o outro é homem, mas somos igualmente humanos. Juntos nos mantemos na superfície da Terra sob as forças da gravidade. Nossos músculos e órgãos se assentam sobre longilíneas estruturas ósseas. Os braços e as pernas bambeiam nas rótulas. Sempre que vemos, porém, um pássaro ascender ao céu sem esforço, projetamos nosso espírito para fora do corpo e alçamos voo com a ave. O nosso espírito quer voltar para casa, para o Sol, para as estrelas.

Para curar esta grande tristeza, meditamos sobre os lados opostos da nossa natureza – o mergulhão-serpente com um eu na Terra e outro no céu, luz e trevas – a Serpente Emplumada. Mas agora, a sombra da Serpente Emplumada cobre a Terra. Por enquanto, tudo permanece calmo, calmo antes de um novo amanhecer, antes da Nova Humanidade.

Os homens são um vislumbre

No espelho resplandecente

Portadores do conhecimento

Da singularidade cósmica

De volta ao Sol

Para a Grande Unidade

Nós seguimos.

Nosso destino, uma estrela. 

archangel metatron indo para as estrelas

Felizes dias para nós. Nos amo.

As 13:31, do dia 08/03/2018, dia internacional da mulher, pelo calendário gregoriano, e Kin 29, Lua Elétrica Vermelha, da Onda Encantada da Mão, na contagem harmônica. O arquétipo do kin de hoje é “a curandeira”, do sangue, vermelho, do fluxo, da água universal. “Ative a purificação das emoções”. Na onda encantada da cura, na lua solar da intenção, do pulso, no anel da semente cristal amarela.

Eu ficaria muito feliz se no “nosso dia” “nós” pudéssemos ficar em casa, para curtir nossas “desejadas piscinas”, nossos amados queridos, e nossas panelas adoráveis, as Gopis de Krshna ❤

Este texto foi extraído do livro Oráculo 2013 (se lê 20 13), de David Carson e Nina Sammons, com arte de Gigi Borri, da Editora Pensamento.

Grace Kelly Donata Andrade, Grace Maria Govinda, Terapeuta Holística, Kin 114, Mago Planetário Branco.

Novo Homem e Mulher Circuitos ancestral

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s